Verificando a Escala  do Instrumento

Os trastes são filetes de metal que fazem a marcação das notas na escala dos instrumentos de corda como baixos, guitarras e violões. O nivelamento desses filetes é trabalho para um luthier especializado. Ainda assim, abaixo damos algumas dicas sobre a manutenção da escala em instrumentos de cordas.

Chega um momento, depois de muito uso, que a guitarra, baixo ou violão começa a trastejar. Algumas notas “mentem” por conta dos sulcos feitos pelas cordas nos filetes de metal da escala do instrumento (foto abaixo). Nesse momento, é necessário fazer uma verificação geral na escala para identificação de  trastes danificados,  soltos ou mal colados.

Trastes com sulcos provocam trastejamento

Pode ser usado um instrumento como uma régua ou barra de metal. Essa ferramenta é colocada em cima da escala do instrumento na horizontal para verificar o nivelamento. Para uma ação baixa e confortável, é necessário um micro nivelamento, feito com muita cautela, de preferência por um luthier experiente, principalmente quando se trata de um instrumento de boa qualidade.

Nivelando os Trastes

Para quem se sente seguro para tentar, abaixo seguem algumas dicas para manutenção dos trastes de guitarras, baixos e violões. Caso pretenda se qualificar para trabalhar na área da lutheria, conheça nosso Curso de Manutenção de Guitarras. Esse trabalho pode ser feito quando instrumento estiver trastejando e não for mais possível fazer regulagens. O trastejamento é uma vibração que se ouve junto com a nota tocada. É provocado quando a corda ao vibrar, toca o traste imediatamente após a casa em que a nota foi digitada.

Antes de tudo, verifique com o instrumento ainda afinado, a curvatura do braço. Veja se é necessário fazer algum ajuste no tirante do instrumento. Proteja madeira da escala com fita crepe, no espaço entre os filetes de metal.

Fazendo nivelamento dos trastes

É bom lembrar que calibres diferentes de cordas podem influenciar na curvatura da escala. Cordas mais pesadas provocam uma maior tensão no braço do instrumento, sendo necessário um ajuste no tirante com o instrumento afinado.

Escala Irregular

O nivelamento deve ser feito em toda a escala. Se retificar apenas os trastes que estão sulcados, eles ficarão mais baixos que os outros. Nesse caso, o instrumento continuará trastejando. Portando identifique e substitua, se necessário, os trastes ou então nivele toda a escala uniformemente.

Trastes com sulcos muito fundos precisam ser substituídos. Se os sulcos são suaves mas atingem muitos trastes, pode ser feita uma retífica, usando ferramentas específicas para isso. Uma boa dica é usar um retângulo de vidro grosso envolvido com uma lixa. Comece com lixa 180 (muito abrasiva), deslizando longitudinalmente sobre a escala. Esse trabalho deve ser feito com muito cuidado, sempre verificando o desbaste para que fique uniforme em toda a escala.

Retificando os trastes

Existem também várias ferramentas específicas para esse trabalho. Blocos de madeira abaulados na parte de baixo que coincidem com a curvatura da escala de alguns instrumentos. Ou ainda, limas côncavas que limam deixando o traste arredondado (foto acima). Outra técnica possível:  envolva os dois dedos, indicador e médio com uma lixa e passe nos trastes, de três em três. Essa lixada vai fazer com que o traste fique novamente arredondado, depois do desbaste que o deixou mais reto em cima pela ferramenta usada para o nivelamento.

Quando os trastes estiverem uniformes, substitua por lixa 400, depois 600 e para finalizar 1.000. Em seguida passe uma esponja de aço para tirar qualquer risco que possa ter sido feito pelas lixas nos trastes. Afine o instrumento e regule o tirante, se necessário.

Para finalizar, retire a fita crepe e hidrate a escala com óleo apropriado. Leia também nossa matéria sobre Limpeza e Polimento. O óleo de limão é recomendado mas existem produtos industrializados específicos para hidratação que podem ser encontrados em lojas de instrumentos musicais.

Translate »

Pin It on Pinterest

Share This